quarta-feira, 27 de junho de 2012

Apareceu uma mulher brasileira feita para casar

Domingo retrasado, a atriz brasileira mais linda entre as mais jovens, a niteroiense Isabelle Drummond (curiosamente hoje é o aniversário de uma xará dela, Isabelle Adjani, tão linda quanto), deu uma entrevista no Domingão do Faustão. Se o que ela diz na entrevista for realmente verdade*, é uma prova de que princesa encantada existe, e ela se encaixa no conceito.

Apesar de se assumir evangélica presbiteriana (nobody is perfect, mas com as loucuras que estão aparecendo no Espiritismo brasileiro, talvez seja uma boa ideia namorar uma evangélica - pelo menos na hora de defender suas crenças, não fica posando de científica, como fazem as espiritólicas), muitas de suas qualidades - além da irretocáveis beleza e gostosura físicas - foram mostradas, provando algo bem raro entre as mulheres de hoje em dia: uma mulher que seja digna para se casar.

Eu acompanho a novela em que ela atua - não por ela, mas pelas situações cômicas que o universo brega impõe - e só me delicio ao ver a sua perfeição física, acrescida da voz sedutora. Ah! Ela é excelente atriz, atuando com perfeição, com 0% de deslize.

Mas o que escrevo aqui é a musa Isabelle Drummond. A ninfa, ainda criança, já demonstrava uma beleza cativante (entendam a forma cândida de admiração - nada a ver com pedofilia - sou anti-pedofilia), me fazendo prever que seria uma das mulheres mais lindas do mundo. 

Hoje, com a chegada finalmente aos 18 anos (curiosamente junto com outra beldade igualmente bela, Saoirse Ronan), Drummond agora confirma a minha previsão e se tornou a mais bela de sua geração. Ela também é a mais linda do elenco da novela. Quando ela aparece, parece que o céu abre para uma ensolarada manhã.

Com a declaração que mostra que ela é a mulher dos sonhos, inteligente, cativante, responsável, delicada, doce, Drummond se transforma num tesouro raríssimo, na verdadeira princesa encantada, uma mulher para se chamar de companheira, para ser fiel e esquecer todas as outras mulheres. Pena que a condição de famosa, atrapalhe na privacidade, além dela pensar que um homem como eu queira estar com ela por interesse.

De qualquer forma, desejamos parabéns a ela pele entrevista que provou o valor imenso que ela tem, mostrando que o altíssimo nível de sua beleza física foi mantido em seu caráter, fazendo os homens de bom gosto - como o personagem Elano, interpretado com maestria pelo excelente Humberto Carrão - com quem me identifico na novela, terem esperança na vida afetiva.

Com certeza, Deus, tanto O da religião dela como O de outras religiões (que na verdade é O Mesmo) criou uma verdadeira obra de arte da natureza e pôs em seu corpo um verdadeiro espírito de um anjo. Um anjo a iluminar as nossas paixões mais doces.

Príncipe encantado existe? Não sei. Mas princesa encantada existe sim. E é a Isabelle Drummond.


------------------------------------------------
*Nota: Em entrevistas como as do Domingão, atores costumam mentir um pouquinho, pois o quadro é oportunidade de "vender o peixe", uma propaganda sobre si mesmo - ninguém quer difundir seus verdadeiros defeitos e se tornar impopular e perder o emprego por causa disso.